Buscar

Shopstreaming: A festa digital das compras


Entrevista, exposições, apresentações de celebridades e um desfile onde se vende desde lingerie a iphones, transmitido ao vivo pelas redes sociais onde a audiência pode votar, gostar, comentar e principalmente: comprar (see now, buy now).

Parece algo novo mas em 2016, este já era um grande negócio na China. De acordo com Kleiner Perkins em seu relatório de tendências de 2017 internet, as vendas por livestreaming tornaram-se a fonte número 1 de vendas por hora no país.



Em 2018, o maior evento de Shopstreaming da China organizado pelo Alibaba faturou $ 30 bi em 24 horas. Este valor é próximo a 15% da faturação anual da Amazon em 2018.

Este ano, a Shanghai Fashion Week apresentou durante a pandemia a coleção de outono num evento 100% digital, foi assim o 1º evento deste género a tornar-se completamente digital.



Porquê investir em shopstreaming?


1)     Está a começar


Está a tornar-se um grande negócio para empresas que querem fazer negócio na China, e queste formato está pouco ou nada explorado no ocidente. Este facto traz per si duas vantagens: baixo investimento e elevada diferenciação competitiva.



2)     Maior integração dos recursos digitais


Até aqui, a experiência de compra online frequentemente inclui uma ida a uma loja física, ou uma extensiva busca por diferentes formatos de conteúdos. De um modo geral, a experiência é dispersa e racional. O consumidor chega apenas a alguns canais, e nem sempre a ligação entre os conteúdos é muito clara e definida.

 Com o shopstreaming podemos integrar os canais de comunicação da marca, oferecer entretenimento para fomentar a interação nas redes sociais e possibilitar a compra de um produto, tudo no mesmo ambiente.


3)     Capacidade de gerar negócio


A integração dos conteúdos melhoram a experiência do utilizador e por consequência geram mais conversão. Como todo novo recurso, o processo de adopção é gradual, mas a experiência chinesa nos dá uma expectativa bastante animadora quanto ao potencial deste meio.


O que pode ser vendido via shopstreaming?


Tudo. Todos os produtos vendidos via e-commerce são claros candidatos para a geração de conteúdos por streaming, o que é bastante abrangente, mas se considerarmos setores de serviço, como é o caso do imobiliário, sabemos que a concretização do negócio passa por um conjunto de processos um pouco mais complexo, no entanto, este mercado já explora diversos recursos virtuais.

Se você tem interesse em saber mais sobre o shopstreaming: rosemary.dantas@labstarts.com

©2020 por LabStarts. Orgulhosamente criado com Wix.com

Homepage